INTRODUÇÃO AO LIVRO DE GÊNESIS


    O primeiro livro do AT e de toda a Bíblia é o Livro do Gênesis. Por mais que tenhamos já estudado a Bíblia, ao lê-lo novamente percebemos algo novo e profundo que foi escapado e que podemos conhecer, pois sempre é possível crescer no conhecimento da Palavra de Deus.




     Este livro contém as bases da história da salvação. Nele, Deus, após ter criado tudo, apresenta-se aos primeiros seres humanos e é importante observar como cada um vai respondendo de forma diferente ao mesmo e único projeto de Deus para o bem comum. A palavra Gênesis significa origem, e neste livro, Deus, a partir do nada, cria o mundo, o homem, a mulher, e todos os seres vivos, as plantas, as rochas, a água, a luz, os animais etc.; Ele institui o tempo forjando os 7 dias da semana, ele orienta o ser humano quanto ao sentido da vida, da dor, do sofrimento, da morte, da graça, do pecado e, partir disso, mostra-se um Pai justo e misericordioso.


    O livro do Gênesis é denso por natureza. Mas com estilo e profundidade ele conta uma história bonita e com riqueza de detalhes trata das origens de tudo quanto existe desde o momento da criação. O livro divide-se em duas partes desiguais: Gn 1-11 fala da história primitiva, colocando as bases de tudo aquilo que a Bíblia vai falar depois, como a criação do universo e do homem, a queda original e suas consequências, a perversidade crescente e o castigo pelo Dilúvio, bem como o repovoamento da terra com a figura de Noé e sua Família, que entram na Arca com toda espécie de animais e seres vivos; e Gn 12-50 fala da história Patriarcal, recordando as grandes figuras do passado como Abraão, homem da fé e da obediência, que recebe de Deus a Aliança, a Promessa de Descendência e Terra, que vai ser cumprida na Terra Santa, a Terra Prometida, onde corre leite e mel; Isaac, o Filho que Abraão recebe como fruto da Promessa Divina, e que lhe é pedido em sacrifício, mas que é salvo pelo próprio Deus; e Jacó, que tira a primogenitura de seu irmão Esaú, recebendo a bênção de seu pai Isaac em lugar de seu irmão Esaú, que vendeu a sua primogenitura por “um prato de lentilha”; ele também vence, com esperteza, o seu tio Labão. Entre os três Patriarcas, Isaac tem pouca presença na narrativa bíblica; já Abraão e Jacó marcam muito mais presença.
É dos 12 filhos de Jacó que vão nascer as 12 tribos de Israel e, especialmente a um deles, chamado José, é consagrado todo o final do livro do Gênesis. Neste sentido, Gn 37-50 forma como que uma biografia de José, o homem sábio que é capaz de interpretar os sonhos do Faraó e, ganhando a confiança e a admiração do mesmo, José se torna uma espécie de Primeiro Ministro do Faraó para administrar todo o Egito. Com isso, o Livro do Gênesis traz uma verdadeira história dos antepassados de todo o povo de Deus. A isso devemos a divisão dos ciclos patriarcais que realmente marcam a história do povo da Bíblia: 1) Ciclo de Abraão e Sara (Gn 11,27-25,18); 2) Ciclo Jacó e seus filhos (Gn 25,19-36,43); 3) Ciclo de José e seus irmãos (Gn 37,1-50,26).  
Entre as muitas histórias do livro do Gênesis encontramos uma das passagens bíblicas mais conhecidas de todos os tempos, muito usada inclusive na literatura, no teatro, no cinema e na música: a história do Dilúvio, que exigiu de Noé e sua família uma experiência de confiança nas mãos de Deus e de serviço à causa da fé em Deus, atitudes muito raras tanto naquele tempo quanto nos dias atuais. Em resposta à sua fé, Deus estabeleceu uma Aliança com Noé e foi fiel diante das águas que encobriram a face da terra por 40 dias e 40 noites e destruíram tudo (Gn 6), menos Noé, sua família e os animais que foram colocados dentro da Arca da Aliança. Esta mesma arca perdura de geração em geração como símbolo da fidelidade de Deus para com os seus.
Enfim, estas e tantas outras histórias você vai pode encontrar aqui no Canal Bíblia Católica, seja lendo ou ouvindo diariamente os textos bíblicos do AT e do NT. A nossa alegria vai ser poder acompanhar você nesta aventura com Deus a partir da Bíblia. Que, ao ler ou escutar o livro de Gênesis, consigamos crescer ainda mais na fé, como Igreja que, a exemplo de Abraão, continua caminhando em direção à Terra Prometida, e como Noé, que é capaz de fazer de tudo para obedecer a Deus e ajudar a salvar a obra da Criação Divina. E nós vamos fazer isso agora e aqui, a partir de nosso Canal Bíblia Católica, inteiramente e especialmente pensado para você. Vamos lá! Boa viagem pela Bíblia e seu Mundo! Bons estudos e boa oração.

Postar um comentário

0 Comentários